Anuncios Na Internet

Como anunciar, fazer marketing e propaganda na internet

Dicas SEO

SEO

SEO (search engine optimization, ou em português, otimização para mecanismos de busca), quando bem feito—pensando na qualidade—não somente ajuda a aumentar seu posicionamento no ranking de busca mas também melhora todo o seu website na perspectiva do mecanismo de busca e de seus visitantes. Com o objetivo de ajudá-lo a evitar dar um tiro barato que muitos aventureiros dão visando enganar os algoritmos do mecanismo de busca, o bom SEO é uma prática muito bem vinda em campanhas de Marketing na Internet.

Apesar de nosso objetivo com a AnunciosNaWeb seja de promover as vendas de sua empresa e o assunto SEO ser algo muito técnico (que por sinal já possui muito material disponível e divulgado), nosso propósito aqui é somente resumir com 10 dicas o assunto e proporcionar uma ajuda para aqueles que desejam por si só alcançar um melhor posicionamento para seus websites em alguns meses, e principalmente, transformar a visita em seu website numa experiência melhor, que, naturalmente, o fará crescer em popularidade.

Dica 1: Crie um conteúdo incrível


O aspecto mais importante de seu website—e a parte mais importante de todo o seu esforço de otimização—é o seu conteúdo. Você não pode pular etapas, mas sim, pensar no longo termo, mesmo com todo o conhecimento sobre SEO. E porque você deveria? Você pode enganar os robôs de busca por um tempo (na verdade cada vez menos com o passar dos anos), mas se seu conteúdo for de baixa qualidade, ninguém irá visitar seu website ou compartilhar com o mundo o que você está oferecendo.

Bom conteúdo, por outro lado, será amplamente lido e amplamente compartilhado por outros, geralmente em seus próprios websites, criando uma excelente rede de contatos que aponta para o seu conteúdo e consequentemente gera boas oportunidades de negócio.

O conteúdo do seu site deve ser bem escrito, da forma mais única possível, e livre de palavras-chave excessivas usadas intencionalmente para ganhar a atenção dos robôs de busca, também chamados de “crawlers” ou “spiders”. Se o seu conteúdo é genuinamente informativo e escrito para o nicho a quem se destina, já terá as palavras-chave que você precisa. Atualize também seu conteúdo frequentemente focando nas últimas informações do seu nicho de negócio.

Dica 2: Escolha um nicho confortável

Seu blog ou website pode lidar com assuntos extremamente genéricos, mas isto lhe dará muito mais trabalho. Websites de interesse geral têm que lidar com uma dura competição de alguns atores bem poderosos e já bem estabelecidos.

Focando em um nicho específico, apesar de limitar sua audiência, como contraponto limitará também a sua competição. Você poderá falar com mais propriedade e mais autoridade sobre seus assuntos, e poderá também gerar mais facilmente a reputação de confiança dentre os poucos, mas leais, círculos de leitores.

Uma coisa importante é pesquisar as palavras-chave que são mais buscadas dentro do seu nicho e usá-las sabiamente em suas webpages. Você deverá também se manter bem atualizado de novos recursos e desenvolvimentos em seu campo de atuação e com isto, encontrar novas oportunidades de conteúdo exclusivo.

Dica 3: Faça uma pesquisa cuidadosa por palavras-chave

Nós conhecemos bem o perigo de usar muitas palavras-chave em um texto, certo? Mas isto não significa que você deve deixar de usá-las pois palavras-chave ainda são vitais para o SEO.

Compile uma lista bem pesquisada das palavras-chave e frases comumente utilizadas em seu nicho usando ferramentas para este fim (falarei mais sobre isto em outro artigo). Assim que você tive-las listadas, espalhe-as estrategicamente pelo conteúdo de sua página, manchetes, títulos e sub-títulos. Somente assegure-se de que você não exagerou usando-as em locais onde o texto fique sem sentido ou naturalidade.

Dica 4: Use URLs amigáveis para SEO

Otimize as páginas do seu website no nível mais básico possível. Comece por assegurar que cada página do seu website tenha um URL distinto e amigável para SEO que descreva do que a página se trata em poucas palavras. Por exemplo, se sua página fala sobre assar uma carne, ao invés de <www.minhasuperpagina.com.br/receitas/item4?=23413>, converta sua URL para algo do tipo <www.minhasuperpagina.com.br/receitas/assando-a-melhor-carne>. Isto é muito mais amigável para os mecanismos de busca.

Dica 5: Use “tags” e “Meta descriptions”

Crie “meta descriptions” (código no cabeçalho do HTML de sua webpage) com informações concisas sobre o conteúdo dela. Pense como um sumário mas com palavras-chave estrategicamente posicionadas. Você deve fazê-lo com somente 150 a 160 caracteres. Estas “meta descriptions” provavelmente não estão sendo mais usadas pelo Google para ranking, mas o seu conteúdo é útil para atrair a atenção dos olhos humanos que verão seu conteúdo na listagem do resultado da busca por palavra-chave e podem descartar clicar no link de sua webpage caso não se interessem pelo texto.

Também inclua os chamados “title tags”, que também são inseridos dentro do código HTML de sua página, e são importantes tanto para os leitores humanos quanto para o posicionamento na lista de resultados por palavra-chave. Portanto, use palavras-chave sabiamente nestes conteúdos visando principalmente a leitura por olhos humanos.

Dica 6: Não esqueça de inserir os atributos nas imagens

Você provavelmente possui imagens relacionadas ao conteúdo do seu website ou blog; estas imagens oferecem um excelente oportunidade de alavancagem no SEO graças aos recursos de busca por imagens oferecidos pelo Google e outros mecanismos. Entretanto, os robôs destes mecanismos não podem analisar as imagens se elas não possuem um texto relacionado às mesmas—apesar de que eles consideram o nome do arquivo da imagem (ex. “disk-pizza-sao-paulo.jpg” é melhor que “sidebar-image.jpg”).

Dica 7: Crie links internos

Links internos é uma tática SEO que consiste em criar uma estrutura bem organizada e completa dentre as páginas de seu website. Em outras palavras, quanto mais páginas possíveis devem ser conectadas entre si de forma hierárquica, baseadas em hiperlinks textuais.

Tenha uma atenção especial na criação de conexões entre suas páginas mais importantes e sua página principal. De preferência, faça-o através de menus ou posicionando-as corretamente em seu conteúdo.

Outra funcionalidade importante na construção de links internos é o que chamamos de sitemap que traz o benefício de ajudar os robôs de busca a indexar melhor e mais rapidamente o seu site.

Dica 8: Crie links externos

Já a criação de uma rede de links externos que apontam para o seu conteúdo é uma outra conversa: você precisa encorajar a criação deles pelos seus administradores e responsáveis pelo conteúdo externo. Para isto, um caminho como já falamos anteriormente, é a relevância do seu conteúdo.

Se você deseja construir uma rede de links externos de forma bem sucedida sem ter que usar táticas “black hat” (falaremos disto também em outro artigo), você deverá dedicar um bom tempo postando links em redes sociais, procurando por oportunidades de publicações públicas e permitidas em outros sites, deixar vários comentários com informações em sites de seu segmento, e finalmente, disponibilizar feeds de RSS (caso tenha implementado).

(Assegure-se de que os links que você está adquirindo nas redes externas não são do tipo “nofollow“. Links com o atributo “nofollow” são ignorados pelos robôs de busca como links externos válidos de forma que seu site não receberá “pontos de crédito” pelos mecanismos de busca. Você ainda pode angariar visitantes como resultado da inclusão destes links, porém, somente porque as pessoas os encontrarão fora e não nos mecanismos de busca.

O processo de criação de uma rede de links externos é moroso, mas o preço pago vale a pena diante dos resultados de um bom SEO.

Dica 9: Compartilhe em Redes Sociais

Habilite o maior número possível de compartilhamentos em mídias sociais que você puder. Instale botões para todos os maiores sites sociais (Facebook, Twitter, LinkedIn, Google+), entre outros, em cada página importante do seu website. Com estes botões, seus leitores poderão espalhar o assunto sobre o valioso e interessante conteúdo que você tem a oferecer. Eventualmente, tal conteúdo pode encontrar caminhos para outros websites e então, conduzi-lo para bons links de retorno externos de qualidade.

Dica 10: Evite usar Flash e textos em formato de imagens

Os robôs de busca que indexam os websites somente lêem “texto”, e são, em sua maioria, incapazes de analisar Flash ou arquivos de imagens. Portanto, de forma geral, fique longe de ambos como forma de mídia para conteúdo. Não use ferramentas de navegação baseadas em Flash e não crie textos de conteúdo baseados nesta tecnologia ou em imagens. Atualmente, com os adventos dos tablets e smartphones, sendo mais específico nos da Apple, os conteúdos em Flash não aparecerão nem mesmo para seus leitores.

No caso da navegação em Flash, como os robôs não conseguirão ler o conteúdo dos menus, boa parte do conteúdo do seu site poderá ficar fora do indice destes mecanismos.

Uma opção é se utilizar de programação em jQuery e CSS e criar conteúdo baseado puramente em texto através destas tecnologias.

 

Até a próxima!

Categories: Novidades, SEO